Opa! Eu ouvi cruzeiro marítimo universitário?

1. Selecione o destino certo

A primeira decisão é a rota do cruzeiro. Durante o verão, os cruzeiros mais populares no Mediterrâneo oferecerão uma maravilhosa mistura de sol, banho e atrações culturais. Escolha entre o Mediterrâneo oriental ou ocidental.

– A rota no Mediterrâneo ocidental geralmente começa em Barcelona, e então você consegue destinos excitantes na Itália, na França e na Espanha. “Esta parte do Mediterrâneo é excepcionalmente rica em cultura e história, mas também há sol e banho de classe mundial”, dizem os especialistas.

navio cruzeiro

 

Um cruzeiro no mar Mediterrâneo oriental geralmente começa na bela Veneza, Itália. A partir daqui, você tem a oportunidade de descobrir vários lugares encantadores na Itália, na Croácia e no mundo das ilhas gregas.

2. Selecione o navio certo

Quanto maior o navio, mais está disponível a bordo.

piscinas a bordo do navioOs grandes navios têm uma maior variedade de entretenimento, atividades e restaurantes. Aqui é algo para todos e é perfeito para viagens familiares e de todas as gerações. Pelo contrário, se você quiser relaxar a bordo, você deve escolher um pequeno barco que geralmente é luxuoso e mais tranquilo. Por outro lado, existem suítes em todos os navios e algumas companhias de frete oferecem até áreas privadas a bordo das embarcações, para um cruzeiro universitário é uma boa opção separar um lugar mais recluso.

3. Selecione a cabine corretamente

Nos grandes navios existem muitos tamanhos de cabines para escolher. O normal são quatro opções diferentes: cabine interior, cabine exterior com janelas, cabine com varanda ou suíte. As suítes estão disponíveis em tamanhos variando de 25 a 200 metros quadrados.

Uma dica é comparar diferentes partidas cuidadosamente ao escolher uma cabine. Ela difere muito de semana para semana e se você tiver sorte você pode até conseguir uma cabine de varanda por um preço melhor do que a cabine de um insider.
Muitos que escolhem uma cabine de varanda num cruzeiro marítimo universitário nunca podem imaginar nada. A partir daí, você pode assistir ao pôr do sol da sala, tomar café da manhã na varanda com serviço de quarto que é frequentemente incluído e desfrutar da vista para o mar, o que sempre é garantido se você escolher uma Cabine de varanda.

4. Selecione o período correto

Escolha o período da viagem dependendo do tipo de passeio que viaja, pense bem afinal é uma viagem com os amigos da faculdade/universidade.
Em um cruzeiro de fim de semana, você pode esperar uma multidão jovem e uma atmosfera mais animada em comparação com um longo cruzeiro, onde a atmosfera é geralmente mais calma. Mas o tempo de passagem mais comum é de sete noites. Então você está garantido algo novo todos os dias sem ficar cansado.

5. Verifique o que está incluído no preço

Em princípio, todos os navios têm uma grande variedade de alimentos, tanto com restaurantes buffet e à la carte, cafés e pizzarias cuja oferta está incluída no preço.
Uma dica é procurar pacotes que incluem bebidas. Além disso, vale a pena verificar se tais bebidas, atividades e serviço de quarto estão incluídos no preço. Na maioria das vezes, inclui, mas há exceções.
Por isso, vale a pena procurar grandes negócios com as companhias de frete. Nos sites das companhias você pode ver quais campanhas estão incluídas e comparar entre diferentes empresas de transporte.

6. Encontre o preço certo

A escolha da estação pode ter um grande impacto no preço. As estações mais acessíveis para fazer  cruzeiros marítimos são setembro ou início de dezembro.
Ir no início ou meados de dezembro pode ser duas ou três vezes mais barato do que passar o Natal a bordo.

O vinho e as festas da faculdade!

Hoje vamos mudar um pouco o foco e falar sobre vinhos… Afinal de contas esse último final de semana tivemos uma das maiores festas de universidades aqui no Brasil. Onde estiveram presentes alunos de diversos cursos, de medicina a psicólogo, de arquiteto a historiador.

A festa foi sensacional, e nós da Infojogos não poderíamos deixar de retratar. Para ajudar um pouco os calouros, abaixo resolvemos falar sobre uma das bebidas mais antigas do mundo, o vinho!

Para um vinho poder ser chamado de orgânico, ele deve atender aos requisitos para a produção e o cultivo de uvas. Muito sobre regulamentos mais duros sobre o uso de pesticidas químicos e fertilizantes.

Para que um vinho seja marcado na prateleira com a marca ecologicamente correta, deve ter uma certificação de uma organização independente que verifique se o vinho cumpre os padrões exigidos para a agricultura biológica e o vinho orgânico. Aqui estão mais informações sobre nosso rótulo orgânico.

vinicultores e vinicultores que produzem orgânicos sem certificação. Na indústria são aqueles que dizem “O que? Orgânica? apenas fazer o que sempre fizeram!” E, em certa medida, é verdade.

Foi apenas nos anos 1960 e 1970 como produtos químicos diversos para controlar pragas e ervas daninha no avanço na agricultura.
Ao contrário dos meios tradicionais utilizados para o mesmo fim durante muitos anos, como sulfato de cobre e enxofre, penetrando pesticidas químicos na planta e opera dentro. Isto significa que eles normalmente permanecem como resíduos em uvas e, portanto, em vinho.
Alternativas biológicas
São esses pesticidas químicos que as fazendas orgânicas não podem usar. Uma utilização limitada de sulfato de cobre e dióxido de enxofre, que se encontra na planta externa e lavado quando chove, no entanto, permitiu o controle de certas doenças. Caso contrário, utilizam alternativas biológicas, como os inimigos naturais das pragas.
Adubos naturais em vez de fertilizantes químicos.
Meios de proteção e a pulverização é apenas parte do processo ecológico. Por exemplo, a substituição de fertilizantes químicos com esterco, e permitindo que as ervas daninha sejam deixadas em vez de matá-lo com toxinas. As ervas daninha araram então para baixo e usado como fertilizante.
Requisitos para fabricação

O vinho biológico também significa que a produção cumpre os requisitos pré-estabelecidos para os vinhos orgânicos (conforme consta no regulamento). Anteriormente, era suficiente que as uvas fossem cultivadas organicamente sem pesticidas químicos e fertilizantes, para o uso de rótulos ecológicos. Os vinhos do vintage 2012 e mais tarde são regras mesmo para a vinificação. As regras dizem que na produção de um vinho orgânico não pode usar tantos aditivos e auxiliares de processamento em uma produção de vinho convencional (45 sujeitos são permitidos em comparação com 63). O limite para a quantidade de dióxido de enxofre (utilizado como conservante) que pode ser adicionado é inferior: 100 mg em vez de 150 mg de vinho tinto e 150 mg de branco e rosado em comparação com 200 mg em vinhos convencionais.

Quem certifica vinhos orgânicos?
Há uma variedade de organizações independentes que certificam vinhos orgânicos. Os seus critérios variam, mas eu não conheço nenhum que não satisfaça a definição universal de vinho orgânico. Algumas organizações também controlam aspectos como condições de trabalho e salários para as pessoas que estão em produção. Vale a pena saber que existem variações,  como os vinhos biodinâmicos, orgânicos, naturais e sustentáveis.

Alguns vinicultores que eu falei para pensar que há demasiada papelada, outros hesitando sobre o custo de certificação não será um investimento rentável. Como um consumidor, você não deve necessariamente confiar que um vinho é orgânico apenas porque o produtor escreve no Web site. A certificação é, no entanto, uma garantia. Entre outras coisas, essas três organizações (seus logotipos) podem surgir entre os vinhos da empresa de prateleira.
O vinho orgânico é melhor para sua saúde?
Não há estudos mostrando que o vinho orgânico leva a menos danos ao consumidor do que os vinhos regulares, como de costume, é a quantidade de álcool deve ser limitada. Em contrapartida, está sendo trabalhada uma monitorização de resíduos de pesticidas em alimentos cujos resultados ainda devem nos preocupar. As uvas foram mostradas para conter os níveis mais altos de pesticidas, e que de todos os alimentos testados.

formandos bebendo vinho

 

Pronto, agora depois dessa aula, não tem como deixarem de comprar vinhos para nossas próximas reuniões. Gostei tanto que esse texto vai se tornar obrigatório aqui pra equipe da InfoJogos, até a próxima!

Torneio Universitário de Playstation

A Terceira Copa Games Universitários é um torneio de futebol digital desenvolvido por estudantes das melhores faculdades do Brasil. Sem distinção de cursos, idade ou gênero, o campeonato é para todos os gostos e pode ser aproveitado por qualquer aluno presente na universidade. É uma das vantagens da competição ser disputada através de um console Playstation, basta apenas o atleta aprender a usar o controle e pronto, qualquer um pode se divertir e competir de igual pra igual. A Copa será formada de 16 a 32 jogadores, cada aluno-atleta deve escolher uma seleção para representa-lo na competição. Tendo inicio no final do mês de Junho e sendo finalizada perto do fim do mês de Julho. Data programada e escolhida pensando nas possíveis férias dos dias letivos na universidade, para não atrapalhar o desempenho dos alunos em seus cursos, que é a prioridade de todos envolvidos.

A empresa Eletronic Arts (EA sports) será a principal patrocinadora do evento, obviamente o jogo escolhido será o FIFA 17 (game mais atual e desenvolvido pela própria produtora), o console utilizado será o Playstation  (também o console mais novo e famoso por todos os gamers e fãs do mundo inteiro). O modo de disputa dependerá do numero de inscritos na competição, caso alcance o numero máximo de participantes (trinta e dois) será no formato de Copa do Mundo, oito grupos formados por quatro seleções nacionais sorteadas entre os jogadores. A adrenalina e disputa já poderão ser vistas logo no dia do sorteio, quando toda torcida já estará focada em escolher as melhores seleções possíveis. Como todos bem sabem, existe uma grande diferença entre as habilidades das principais seleções e das com menor expressão. A premiação será definida assim que for decidido o total de participantes. A ideia inicial é uma divisão básica de 50% para o primeiro colocado, 30% para o segundo colocado e 20% para o terceiro. Tudo isso após a organização da competição ficar com uma pequena taxa para fins de organizar e sediar o torneio. Uma ficha de inscrição deverá ser preenchida por cada participante, nela contem todos dados pessoais e informações sobre o curso do aluno.

jogadores de futebol da faculdade de medicina

Como toda competição universitária, o nosso campeonato terá juízes e diretores dispostos a auxiliar e resolver qualquer problema entre os atletas. Todas as regras devem ser cumpridas a rigor, e todos participantes serão passiveis de multas ou advertências verbais caso desrespeitem qualquer regulamentação ou indicação dos organizadores. Serão utilizados cartões (branco, vermelho e amarelo) para punição e advertência aos jogadores. O cartão branco é para infrações de pequeno porte, como provocação. O cartão amarelo é um pouco mais rígido e deverá ser utilizado como aviso prévio para jogadores passíveis de expulsões. O cartão vermelho serve para excluir o participante da competição, em caso mais específicos e graves, como por exemplo, agressões tanto físicas quanto verbais. Assim que algum participante for expulso, o seu adversário estará automaticamente classificado.

meninas jogando basquete pela universidade de psicologia

A organização agradece a todos os patrocinadores, principalmente a Playstation e a Sony por disponibilizarem todos os consoles e a EA Sports por auxiliar em toda logística do torneio.